Cartas d'ela., Feminismo, Num é?

O namorado da minha amiga

Se você, moço, namora a minha amiga, vou te dizer: que sorte e que azar. Que sorte, porque minha amiga é uma maravilhosa; que azar, porque qualquer sombra violência não vai passar por mim. E eu viro uma leoa para defendê-la. Moço, se você namora a minha amiga; em primeiro lugar, você vai respeitá-la: ela só vai fazer o que ela tiver vontade de fazer, seja a janta ou o sexo pós-festinha. Além disso, você só não vai emitir opiniões contrárias ao modo com ela se veste, nem vai exigir que ele tire alguma coisa que queira usar. E nem que ponha. Aliás, moço, exigência é algo que não vai existir entre vocês: só diálogo. Se você, por ventura, estiver apaixonado pela minha amiga, saiba que é preciso ser muito cuidadoso com ela; saiba, também, que ela não é um ser frágil que precisa de ultraproteção. Por via das dúvidas, consulte um dicionário caso esteja em dúvida sobre a diferença entre cuidado e dominação. Nunca diga a minha amiga que ela está doida, nem que o posicionamento dela é fruto de loucura, histeria e tpm. Ela sabe o que diz. E quando não souber, lembre-se que nem sempre você sabe. Não subestime jamais o discernimento dela; nem o currículo. Não fique mal se ela sabe mais línguas ou ganha mais do que você. Fique feliz! Moço, a alegria que você partilha quando ela conquista algo me diz que você está no caminho certo. Divida os serviços domésticos, divida as contas, divida a vida: e não se gabe por lavar a louça: vocês moram na mesma casa, e devem cuidar juntos dela. Não cobre que ela se arrume, que se maquie. Se ela o fizer: não peça que fique de cara limpa. Incentive os sonhos dela, moço: conquistas não são só para homens. Chore no ombro dela, quando quiser: emotividade é humana, independe de gênero. Não brigue na balada, não brigue na sacada, não brigue por nada: agressividade não é sensual, como algum dia talvez te disseram. Não a impeça de ter amigos! Não deixe de ter amigas! Não chame sua ex de vadia que isso não vai agradá-la. Respeite sua mãe e sua irmã. Respeite todas as mulheres que passarem no seu caminho. Não espere um filho se ela não quiser. Ah, não se sinta mal se ela for a motorista da vez; nem se ela for melhor motorista que você. Não faça piadas sobre casamentos falhos, sobre mulheres, sobre a sua vida conjugal. Não a chame de patroa, nem onça, nem brava. Se deixar de amá-la, diga. Não a traia em nenhum aspecto. Não crie um personagem violento para se posicionar socialmente. Ame a minha amiga, moço. Respeite cada célula dela, esteja ao lado (eu disse ao lado!) dela e eu te garanto: eu sempre vou estar aqui também pra você.

tarsila

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s