Pensamento Desvairado, Poeminto

poema suado

ontem, deitada na minha cama, que era sua eu entendi: que de nada mais me valem as palavras,
meu poema mais bonito há muito eu já havia escrito.

escrito de suor, nas linhas da sua mão…tortas, pra combinar com a história que eu contei…

de um amor sem rumo; e de uma poeta sem rima.

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s