Poeminto

Poesia é brega

Eu queria te escrever poesia

Fazer café

e dormir cansada,

sem medo.

Eu queria gritar teu nome pela janela,

Calando minha voz aqui dentro.

Queria te ligar pra dizer nada,

E alisar esse teu cabelo.

Eu queria contar do meu dia

E na contramão do teu,

Sorrir um monte.

Pedir pra ficar do teu lado.

Eu quero uma taça de vinho,

Meu chocolate amargo

Quero sempre um chá quente

Uma massagem no pé.

O fim das guerras,também

O fim do sofrimento, claramente

O fim das opressões, para logo

Tudo que eu mais amo, eu quero,

continuamente

insistentemente

Exceto você, assim leve…

Eu não quero amanhã

Eu não quero a vida toda

Eu não sei da semana que vem

Só que agora

especialmente nessa hora

eu só queria você.

arcadismo

esse poema só não é mais brega que esse quadro árcade

Anúncios
Standard

One thought on “Poesia é brega

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s