Não é quando você entra em mim como se soubesse de cor onde precisaria chegar e me preenche como se fosse impossível uma existência feliz vazia de novo. É antes.

Não é quando você encosta em mim parece saber exatamente a forma perfeita de movimentar as mãos ou os lábios, a intensidade a velocidade que deixam quase perplexa.

é antes, bem antes.

Antes, quando você já beijou meu pescoço e minha nuca, comprovando empiricamente o quanto a minha penugem é capaz de levantar as suas ordens, arrepiando do oiapoque ao chuí da minha anatomia.

Antes ainda.

Antes até de me dar estalinhos na boca e passar a mão no meu cabelo. Com carinho, tirando do rosto e me deixando te ver melhor Antes.

Antes de beijar minha bochecha e dar um abraço quente, que faz passar as dores de dentro e de fora.

Bem antes.

Antes do seu cheiro tomar a casa toda no momento em que você entra, deixando até os móveis com um ar mais feliz.

É antes de você chegar. É antes de você dizer que vem

Antes de você falar comigo. É só da sua ideia que eu preciso.

E aí, a minha perna estremece, eu já fico escorrendo felicidade por todos os poros. Eu tenho uma memória desgraçadamente boa e reviro os olhos lembrando pedacinho por pedacinho esse rolê certo que é me enrolar com você.

Parece rápido quando você chega.

Parece durar segundos.

Mas começou antes, bem antes de você pensar em começar.

eu só não sei como faz para parar 

Anúncios